OASRN

2021-06-07 | PRÉMIO JOÃO DE ALMADA - 19.ª EDIÇÃO | 2021



PRÉMIO JOÃO DE ALMADA - 19.ª EDIÇÃO 
Candidaturas até 30 de Junho de 2021


Encontra-se a decorrer a 19.ª edição do Prémio João de Almada, uma iniciativa promovida pela Câmara Municipal do Porto, que visa «...incentivar e promover a recuperação do património arquitetónico da cidade...» do Porto.


1. Categorias:
O Prémio João de Almada tem em vista a promoção da reabilitação de edifícios na cidade do Porto, em cada uma das seguintes categorias:
a. Prémio João de Almada - Edifícios Residenciais;
b. Prémio João de Almada - Edifícios não Residenciais.


2. Admissibilidade:
«As candidaturas ao Prémio devem ser apresentadas pelo arquiteto responsável e/ou pelo proprietário do imóvel, cuja reabilitação foi concluída no período de dois anos a que cada prémio se refere - na presente edição serão consideradas obras concluídas entre junho de 2019 e junho de 2021.»


3. Júri:
«O júri do prémio João de Almada é presidido pelo titular do Pelouro da Cultura ...» e  «...constituído por um representante de cada um dos seguintes organismos:
- Departamento Municipal de Gestão Cultural da Câmara Municipal do Porto - Arq. Luís Aguiar Branco;
- Direção Municipal de Urbanismo da Câmara Municipal do Porto - Arq. Miguel Pinto;
- Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto - Prof. Doutor João Rodrigo Coelho;
- Direção Regional de Cultura do Norte - Arq. Amândio José Couto Dias;
- Ordem dos Arquitetos - Secção Regional Norte - Arq. Gabriel Andrade;
- Ordem dos Engenheiros - Região Norte - Eng.º Bento Adriano Machado Aires e Aires;
- Vencedor da edição anterior na Categoria Não Residencial - Arq. Nuno Graça Moura;
- Vencedor da edição anterior na Categoria Residencial- Figueiredo + Pena Arquitectos, Ld.ª - Arq. Tiago Figueiredo»


4. Critério de seleção:
As candidaturas serão apreciadas pelo júri, de acordo com os seguintes critérios:
a. Qualidade arquitetónica da intervenção.
b. Conhecimento profundo do edifício pré-existente.
c. Adequação do programa e do desenho arquitetónico aos valores presentes no edifício.
d. Adequação do programa ao contexto arquitetónico, urbanístico e histórico da envolvente.
e. Equilibrada reinterpretação das tipologias originais.
f. Equilíbrio e rigor na recuperação e reposição dos valores patrimoniais: materiais, técnicas e sistemas construtivos.


4. Prémio:
A cada uma das categorias será atribuído o Prémio com o valor de 10.000,00 €, dividido da seguinte forma:
- Arquiteto, Autor do Projeto: 7.000€
- Proprietário: 3.000,00 €


5. Prazos:
«As candidaturas devem ser apresentadas de 01 a 30 de junho de 2021, até às 17h00 (inclusive), presencialmente na Divisão Municipal de Património Cultural, Praça de Carlos Alberto, 71 - 4050-157, Porto (2.ª a 6.ª feira das 9h00 às 17h00).»



Consultar Regulamento do Prémio aqui.
Consultar o Edital n.º NUD/281153/2021/CMP aqui.



....................................................................................................................................