OASRN



092

Conselho Nacional das Profissões Liberais defende regulamentação profissional


JAN.2005
 

O Conselho Nacional das Profissões Liberais (CNPL) entende que, sem uma regulamentação profissional responsável e enquadrada, os cidadãos estarão cada vez menos protegidos e sem garantias, perante um mercado desregulado em matérias de elevada responsabilidade. Desta forma, a qualificação e responsabilização dos profissionais designados como liberais é imprescindível para combater abusos ou procedimentos irregulares.

Neste sentido, e numa altura em que o país se prepara para escolher os seus representantes no poder político, o CNPL deliberou exigir algumas definições. As mesmas constam no comunicado, em anexo, redigido ontem, 18 de Janeiro, no final da Assembleia Geral do CNPL e que podem ser resumidas em três alterações fundamentais, no seio da Administração Pública:
- que a prática de actos próprios das profissões liberais, representadas pelo CNPL, só possa ser desempenhada por técnicos inscritos nas respectivas Associações;
- que nas autorizações concedidas, pela Administração Pública aos seus agentes, para o exercício de actividade liberal, sejam consideradas situações de incompatibilidade ou de acesso a informação privilegiada que beneficie indevidamente esses agentes;
- que para a inscrição nos Serviços de Finanças, para requisição de cadernetas ou recibos verdes, seja exigido o comprovativo de inscrição nas respectivas Associações Profissionais que regulam a prática desses actos.

O comunicado em anexo foi validado pelos representantes das Ordens Profissionais dos Advogados, dos Arquitectos, dos Biólogos, dos Economistas, dos Engenheiros, dos Farmacêuticos, dos Médicos, dos Médicos Dentistas, dos Médicos Veterinários e ainda pelos representantes da Câmara dos Solicitadores e dos Revisores Oficiais de Contas.

Recorde-se que o Conselho Nacional de Profissões Liberais (CNPL) representa mais de 150.000 profissionais qualificados, sendo Fernando Santo, Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Presidente do Concelho Geral.


VER Comunicado.

 
 


No existem textos relacionados.






No existem textos relacionados.