OASRN





88
TEMA 1: INTERVENÇÕES CONTEMPORÂNEAS NO PATRIMÓNIO EDIFICADO
SESSÃO TÉCNICA FASSA BORTOLO
27 ABR. 2010_ ESGOTADA

OBJECTIVOS

A Ordem dos Arquitectos Secção Regional Norte – OASRN, impulsiona no âmbito da construção da sua Nova Sede, o Projecto Norte 41º - Centro de Arquitectura, Criatividade e Sustentabilidade.Dando continuidade a actividades iniciadas no âmbito do plano de actividades OASRN, o projecto Norte 41º considera estender o ciclo ‘Em Trânsito’ - uma linha de programação aberta sob o formato de conferências com arquitectos de renome internacional, quer pela sua prática profissional quer pelo seu vasto currículo académico, complementando-o com ‘Sessões Técnicas’ - sobre materiais e tecnologias, com forte componente formativa, apresentadas por empresas do sector da construção e do apoio ao projecto de arquitectura.
É neste contexto que, em parceria com Fátima Fernandes e Michele Cannatà e com o patrocínio da Fassa Bortolo, a OASRN promove o seguinte evento:

CONFERÊNCIA ‘EM TRÂNSITO’ # 030João Luís Carrilho da Graça 
Casa da Música - Sala 2 | 26 de Abril | segunda-feira | 22h00

SESSÕES TÉCNICAS | FASSA BORTOLO:
TEMA 1 | Intervenções Contemporâneas do Património Edificado 
Casa da Música - Sala de ensaio 1| 27 de Abril | Terça-feira | 18h30. 20h30
TEMA 2 | Sustentabilidade e Inovação 
Casa da Música - Sala de ensaio 1 | 28 de Abril | Quarta-feira | 18h30. 20h30



OBJECTIVOS ESPECFICOS

(…) há que defender, teimosamente, a todo o custo, os valores do passado mas há que defendê-los com uma atitude construtiva, quer reconhecendo a necessidade que deles temos e aceitando a sua actualização, quer fazendo-os acompanhar de obras contemporâneas (…)
Fernando Távora, Da Organização Do Espaço, 1962.

Associar directamente e indiscriminadamente valor ao que é antigo, leva muitas vezes a interpretações perigosas sobre a avaliação da qualidade e importância do património mais recente, ou até do que é contemporâneo. Iniciativas de classificação de edifícios Modernos e Contemporâneos, e propostas recentes de classificação de obras acabadas de construir, indicam uma nova forma de olhar para os valores dos produtos do engenho e da arte do homem
É necessário sublinhar e contestar a ideia corrente que induz a pensar que os projectos de reabilitação se limitam às áreas dos centro históricos, ou ao património classificado, para afirmar que a necessidade de dar qualidade ao espaço construído não pode ser limitada apenas aos monumentos, ou ao lugares carregados de história, mas sim a todos os lugares artificiais, privados, por diferentes motivos, das mais elementares qualidades arquitectónicos, necessárias ao homem.
Ocorre desenvolver uma cultura e afirmar uma ideia que assenta na necessidade da transformação e modificação consciente do património existente, em função da sua reutilização equilibrada e da necessária redefinição constante de um território que responda às exigências do homem.
Reabilitar, hoje mais do que nunca, significa fundamentalmente recuperar as qualidades perdidas e integrar ao mesmo tempo aquelas características necessárias para que o território em causa continue a viver com as condições de conforto e beleza.
Michele Cannatà e Fátima Fernandes



PROGRAMA

18.00h – Welcome coffee (a decorrer no foyer sul - bar 1 - da CdM)

18.30h – Apresentação. Arq. Michele Cannatà

18.45h - CRERE | Dr. Paulo Ludgero Castro e Eng. Miguel Figueiredo
Título Intervenção: ‘Conservação e Restauro – Apresentação de Casos de Estudo’

19.30hFASSA BORTOLO | Eng. Hugo da Silva Pereira e Eng. Luís Miguel Silva
Título Intervenção: ‘Restauro, Recuperação e Requalificação. Análise de uma Intervenção.’

20.15h – Abertura do debate

* Programa sujeito a alterações.
* Entrada livre limitada a lotação da sala mediante inscrição prévia



CERTIFICAÇÃO

Para efeitos de Admissão na Ordem dos Arquitectos, a frequência da totalidade da presente Sessão Técnica equivale a 1 (um) crédito de “Formação Obrigatória em Matérias Opcionais de Arquitectura”.



HORÁRIO
18H30 às 20H30 (o evento será antecedido de um welcome coffee que terá início às 18H00)

DURAÇÃO
2 horas

ORADORES

Paulo Ludgero Moreira Gomes de Castro
Mestre e Licenciado em Gestão de Empresas na “United States International University Europe” – Londres – Inglaterra. Em 1989, cria a CRERE (Centro de Restauro, Estudo e Reabilitação dos Espaços) especializada em conservação e restauro de artes decorativas tradicionais, essencialmente vocacionada para as áreas de estuques e pintura decorativa. Em 1993 a "CRERE" associa-se à A. Ludgero Castro, o que gera um grupo especializado no mercado de restauro e conservação de edifícios: Grupo de Gestão de conservação e Restauro. Desde essa data que exerceu as funções de Gestão e Direcção das obras de Conservação e Restauro. Desvincula-se da A. Ludegro Castro em 2009 e reactiva a CRERE destacando-se o actual trabalho de Conservação e Restauro do Salão Árabe do Palácio da Bolsa (Porto).
É um dos Gestores de Projecto do Museu do Estuque®, plataforma criada para a dinamização do processo de progressão e reconhecimento desta arte menosprezada.

Luís Miguel Paiva Pena Figueiredo
Licenciado em Engenharia pela Universidade Técnica de Lisboa. Formação em conservação e restauro de bronzes artísticos. Pós graduado em gestão do património cultural pela UCP. Colaborou com a A. Ludgero Castro e, concretizou, juntamente com Paulo Ludgero o Grupo de Gestão de Conservação e Restauro da ALC. A extinção deste grupo por opção da direcção da empresa ocorreu em 2008/2009. A partir dessa data dedica-se exclusivamente à colaboração permanente com a CRERE (Centro de Restauro, Estudo e Reabilitação do Espaço), destacando-se o trabalho de Projecto e Conservação e Restauro do Salão Árabe do Palácio da Bolsa (Porto).
É Mestrando em Gestão do Património Cultural na Universidade Católica Portuguesa.

Hugo da Silva Pereira

Licenciado em Engenharia de Minas e Georrecursos no Instituto Superior Técnico de Lisboa em 2000, tendo realizado, no mesmo Instituto a parte curricular do Mestrado em Geotécnia. Desenvolve, durante o ano 2002, trabalhos de investigação no Centro de Geotécnia do IST. Desde 1993, ocupa o cargo de Director do Centro de Produção da empresa Fassalusa – Produção e Comercialização de materiais de Construção, do grupo Fassa Bortolo

Luis Miguel Pratas Silva
Licenciado em Engenharia Química pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra em 2001, realizou vários trabalhos de investigação na área de análise e tratamento de materiais. Desde 2004 é técnico na empresa Fassalusa – Produção e Comercialização de materiais de Construção, do grupo Fassa Bortolo. Responsável pelo laboratório de controlo de qualidade e assistência técnica na Penisula Ibérica.



LOCAL
Casa da Música - Sala de ensaio 1

PREÇO

Entrada gratuita, mediante inscrição.



INSCRIÇÃO

Informamos que as vagas para a Sessões Técnicas dos dias 27 e 28 de Abril se encontram preenchidas. No entanto, poderá inscrever-se numa lista de espera, que estará condicionada à desistência de um Colega inscrito.

Para inscrição na lista de espera, envie-nos a ficha de inscrição devidamente preenchida.

 



DATA LIMITE DE INSCRIÇÃO
22 ABR. 2010

N.° LIMITE DE INSCRITOS
máx. 90 participantes

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO


 


Acções de formação em curso
Acções de formação em preparação
Acções de formação já realizadas
Bolsa de Formadores
Sugestões
informações gerais
procurar